O Caderno Rosa de Lory Lamb | Foto: Divulgacao
O Caderno Rosa de Lory Lamb | Foto: Divulgacao

Em 1999, a atriz e diretora Bete Coelho e a atriz Iara Jamra, se uniram para encenar O Caderno Rosa de Lori Lamby, monólogo baseado no livro homônimo da escritora e dramaturga paulista Hilda Hilst, então um dos nomes mais cultuados pela contracultura nacional.

Vinte anos após esta primeira encenação, diretora e atriz reabrem o caderno da garota de oito anos de idade que escreve, secretamente, suas fantasias sexuais e reestreiam hoje, às 20h, O Caderno Rosa de Lori Lamby dentro do Festival Hilda Hilst, que ocupa, desde o dia 03 de agosto, o Teatro de Arena Eugênio Kusnet, na Vila Buarqe, zona central da capital.

Não é a primeira vez que o espetáculo volta a cena. Em 2018, Iara realizou curtíssima temporada gratuita de um mês na Oficina Cultural Oswald de Andrade. Nesta temporada ainda mais curta, Iara fica em cartaz nos dias 09 (hoje) e 16 de agosto, sextas-feiras, às21h.

Os ingressos podem ser retirados com até uma hora de antecedência, e o valor dos ingressos não é previamente estipulado, com espetáculo produzido nos moldes Pague o Quanto Puder.