Maria Shu | Foto: Christiane Forcinito
Maria Shu | Foto: Christiane Forcinito

Lançado em junho deste ano de 2019, o livro Dramaturgia Negra (Funarte), compilou os textos de 16 dramaturgos e dramaturgas negros. Com exceção do inédito Récita, da poeta carioca Leda Maria Martins, todos os textos selecionados foram encenador ao redor do Brasil. Agora, o livro ganhará lançamento especial na FLUP, Festa Literária das Periferias, que acontece entre os dias 16 e 20 de outubro no Museu de Arte do Rio (MAR).

Neste ano, a festa homenageará o ator, poeta, dramaturgo e diretor Solano Trindade, e o compositor, escritor e ativista Marcelo Yuka, morto em 2019. Entre os dramaturgos presentes na coletânea, estão José Fernando Peixoto de Azevedo, Jé Oliveira, Dione Carlos, Cristiane Sobral, Viviane Juguero e Maria Shu (foto).