Ha Dias que nao Morro | Foto: Paula Hemsi
Ha Dias que nao Morro | Foto: Paula Hemsi

As limitações de um mundo perfeito e a necessidade de desbravá-lo para além da imagem instagramável são os conceitos que norteiam Há Dias que não Morro, peça do grupo ultraVioleta_s (antiga Academia de Palhaços) que cumpriu curta temporada no Sesc Pompéia, na zona oeste da capital, e agora prorroga sua temporada, dessa vez no Galpão Folias, em Santa Cecília, zona central.

Sob a direção coletiva de Aline Olmos, Laíza Dantas, Paula Hemsi e José Roberto Jardim, o espetáculo, com texto de Paloma Franca Amorim, é a segunda parte da Trilogia da Morte, projeto iniciado pelo grupo com a encenação de Adeus Palhaços Mortos (Shell de Melhor Cenário e Prêmio Aplauso de melhor direção e melhor espetáculo de grupo).

O elenco, formado por Aline Olmos, Laíza Dantas e Paula Hemsi, narra a trajetória de três mulheres que vivem num mundo perfeito, com uma rotina segura a prova de acidentes ou perigos num ambiente repleto de belezas. Os problemas começam a surgir a partir das contestações acerca da presumida perfeição, que não abre espaços para erros ou quaisquer conceitos fora de seus padrões.

O espetáculo fica em cartaz no Galpão Folias até o dia 02 de dezembro, com sessões às 21h (sábados e segundas-feiras) e às 19h (domingos). O ingressos são gratuitos e podem ser retirados com até uma hora de antecedência antes de cada sessão.