Jaz - Foto: Ligia Jardim
Jaz - Foto: Ligia Jardim

Dramaturgo franco-marfinense autor de mais de 30 obras traduzido para 15 línguas diferentes, em montagens na Ásia, Europa e Américas, Koffi Kwahulé ganhará montagens inéditas de duas de suas obras em Especial Koffi Kwahulé, projeto concebido por Janaína Suaudeau e Sofia Boito que cumprirá temporada no Sesc Belenzinho, no Belém, zona leste da capital.

Com a encenação de Jaz e Big Shoot, as atrizes e tradutoras apresentarão pela primeira vez os textos do dramaturgo nascido na Costa do Marfim e radicado na França no Brasil.

Tendo nascido por uma completa coincidência, quando, sem se conhecer, ambas foram estudar na França e se depararam com a obra do dramaturgo, traduziram e, apresentadas por uma amiga em comum, uniram forças para dar vazão ao projeto, Especial Koffi Kwahulé cumpre temporada de 04 de outubro a 10 de novembro.

O Especial tem início amanhã, sexta-feira, com a encenação de Jaz, espetáculo sobre uma mulher que narra a violência que sofreu num banheiro público. Sob a direção de Joana Dória, a encenação conta ainda com a presença em cena de um videomaker e uma cantora criando novas camadas para a tensão dramática proposta pelo texto. Sofia Boito está em cena na peça que cumpre temporada de 04 a 20 de outubro.

Big Shoot, que estreia no dia 25 de outubro, põe o público na condição da plateia de uma sessão de tortura do algoz autodenominado Senhor (Daniel Costa) e a vítima Stan (Daniel Infantini). Sob a direção de Janaína Suaudeau, o espetáculo traça paralelos com a história de Caim e Abel ao retratar o primeiro assassinato da Terra, de acordo com a bíblia, e permanece em cartaz de 25 de outubro a 10 de novembro.

Os espetáculos cumprem temporada na Sala de Espetáculos 1 do Sesc Belenzinho, de sexta a domingo, com sessões às 21h30 (sextas e sábados) e às18h30 (domingos). Os ingressos para ambos os espetáculos custam de R$ 15,00 (mia) a R$ 30,00 (inteira). Credenciados na rede Sesc pagam apenas R$ 9,00.