O Abajur Lilás
O Abajur Lilás

Acontece a partir de amanhã, 05 de novembro,  estreia do projeto Em Cena, Sem Censura, ciclo de leituras promovido no Midrash Centro Cultural de textos censurados durante a Ditadura Militar Brasileira (1964-1986) com elencos formados por nomes como Herson Capri, Bete Mendes, Zezé Polessa, Caco Ciocler, Tonico Pereira, Antônio Pitanga, Álamo Facó, Orã Figueiredo, entre outros.

As leituras acontecem nos dias 05 (terça-feira), 11, 18 e 25 (segundas-feiras) de novembro, sempre às 19h com ingressos gratuitos mediante inscrição através do site oficial do centro cultural

O texto a abrir a programação é Um Grito Parado no Ar (1973) de Gianfrancesco Guarnieri (1934-2006) sobre as dificuldades de um grupo de teatro para montar seu espetáculo durante os anos de chumbo. Sob a direção de Alice Borges, o elenco é formado por Bete Mendes, Herson Capri, Roberto Frota, Carol Machado Tiago Justino e Sura Berditchevsky.

Já no dia 11, o texto que sobe a cena é o clássico O Abajur Lilás (1969), de Plínio Marcos retratando o universo de um prostíbulo no Rio de Janeiro comandado por Giro e pelo segurança Osvaldo, que tentam descobrir qual das três prostitutas quebrou o abajur lilás do quarto usando de violência e meios de tortura. O elenco é formado por Zezé Polessa, Cristina Pereira, Flávio Buraqui, Felipe Rocha e Blackyva, sob a direção de Luciana Sérvulo da Cunha.

No dia 18, Papa Highirte (1968), de Oduvaldo Vianna Filho, o Vianinha, narra a trajetória do ditador de um país de terceiro mundo que é deposto e exilado e acaba morto por um revolucionário a fim de vingar seus amigos mortos no país que viveu durante anos sob a ditadura de Papa. A direção será assinada por Ernesto Piccolo e o elenco é formado por Bete Mendes, Álamo Facó, Antônio Pitanga, Luciana Sérvulo da Cunha, Ricardo Kosovski, Orlando Caldeira, Digão, Diogo Nunes e Tonico Pereira, que fez parte da montagem original, em 1979, sob a direção de Nelson Xavier.

Por fim, no dia 25, acontece a leitura de A Resistência (1975), primeira peça de Maria Adelaide Amaral narrando a trajetória de um grupo de funcionários após uma demissão em massa. No elenco, Caco Ciocler, Orã Figueiredo, Catarina Abdala, Silvia Buarque, Stela Freitas, Ginaldo de Souza e Roberto Frota sob a direção de Moacir Chaves.