Zécarlos Machado | Foto: Divulgação
Zécarlos Machado | Foto: Divulgação

Ator que construiu longa parceria com o grupo Tapa ao longo dos 40 anos de trajetória da companhia carioca radicada em São Paulo, Zécarlos Machado volta aos palcos em 2020 sob a batuta de Eduardo Tolentino de Araújo com a produção de Papa Highirte, peça de Oduvaldo Vianna Filho, o Vianinha, escrita e encenada originalmente em 1968.

No espetáculo, Machado dará vida ao papel-título de um ditador típico do terceiro mundo que, embebido pelo poder, não se dá conta do golpe de Estado que se forma a sua volta orquestrado pelos militares, e encabeçado pelo coronel braço-direito de seu governo, Perez y Mejía.

Ainda sem data confirmada para estrear, o espetáculo faz parte da intensa programação idealizada pelo Tapa para 2020, contando com a estreia de Brincando com Fogo, de August Strindberg no Teatro Aliança Francesa (em temporada que tem início hoje, 09), Um Picasso, com Clara Carvalho e Sérgio Mastropasqua, com estreia agendada para este primeiro semestre, e uma peça secreta, que deve ocupar a Sala Ateliê também do Aliança Francesa.