Paloma Bernardi encena clássico de Guarnieri e quer montar Nelson Rodrigues
Kiko Pissolato e Paloma Bernardi em "Eles não Usam Black-Tie" | Foto: Marcus Leoni

Atriz que ganhou destaque nacional ao dar vida a inescrupulosa Rosângela Sousa na novela Salve Jorge, de Glória Perez, Paloma Bernardi sempre foi figura de presença constante nos palcos. tendo angariado personagens icônicas como a prostituta Aldonza, no clássico Dom Quixote (2008) e a Eurídice do Orfeu de Vinícius de Moraes, em montagem de 2014.

Contudo, poucas personagens se mostraram tão desafiadoras para a atriz quanto Maria, a jovem apaixonada que se divide entre o amor de Tião e a ideologia de seu povo no clássico Eles não Usam Black-Tie, de Gianfrancesco Guarnieri, que cumpre temporada no Teatro do MorumbiShopping até o dia 30 de maio.

“A personagem vive um conflito muito grande entre a emoção e a razão, o amor e as suas ideologias”, conceitua a atriz, que não subia ao palco há 03 anos. “Ela é uma primeira feminista que já despontava há 60 anos que defende suas ideias, o seu povo e acredita nele, e segue com esse pensamento até o fim”, diz.

Personagem que já foi vivida por atrizes como Miriam Mehler e Bete Mendes, Maria foi um grande achado para Bernardi, elogiada por sua performance no espetáculo, que estreou em 2018 e cumpriu concorrida temporada no Teatro Aliança Francesa, zona central de São Paulo.

“Eu não tinha contato com a obra, li e estudei na faculdade, mas só veio a tona através do convite e fui me aprofundar, foi uma surpresa! Fui ver documentários que se aprofundaram nesse assunto de greve e trabalhadores, e o filme com a Fernanda Montenegro foram referências para lapidar o trabalho com essa peça”, diz.

Atendendo a um convite do amigo e produtor Fábio Câmara, Bernardi dava vazão a um desejo antigo de trabalharem juntos. “Estudamos Rádio e TV juntos, e sempre quisemos essa parceria, mas ele me mandava textos e eu geralmente estava ocupada com outros trabalhos. Até que no ano passado calhou de eu terminar as gravações da novela Apocalipse e pude abraçar o projeto”, conta a atriz que, após o fim da temporada, não descarta uma nova investida teatral.

“Eu sou uma atriz que gosta de transitar em diferentes vertentes artísticas. Gosto da TV e do cinema, mas venho do teatro. O trabalho acabou me levando para o lado do audiovisual, mas quando eu puder conciliar, não terei dúvidas”, diz a atriz que já vislumbra uma nova investida em cena: quer montar um Nelson Rodrigues.

“São dramas fortes, com personagens fortes, intensos, seria uma boa oportunidade que eu abraçaria com certeza”, pontua sem revelar um título, mas garante que não pretende ficar muito mais tempo longe dos palcos.“O teatro é nosso palco sagrado, nossa base, é onde a gente se recicla e entra em contato com o nosso público, isso faz muito bem pro meu coração”, finaliza a atriz.

Sob a direção de Dan Rosseto, Eles não Usam Black-Tie cumpre temporada de sexta a domingo no Teatro MorumbiShopping. No elenco, Paloma Bernadi divide a cena com Kiko Pissolato, Miriam Palma, Carolina Stofella, Samuel Carrasco, Tiago Real, Pablo Diego Garcia, Paulo Gabriel e Camila Brandão.  Os ingressos custam R$ 70,00.